MEDIDAS TRABALHISTAS 2022




MEDIDAS TRABALHISTAS: MP 1.108/2022 e MP 1.109/2022

Em 28 de março de 2022, o Planalto editou as MEDIDAS PROVISÓRIAS N° 1.108/2022 (que alteram as regras relacionadas ao Teletrabalho e ao pagamento de Auxílio Alimentação) e 1.109/2022 (autoriza a adoção de medidas para gestão trabalhista nas empresas e o Programa de Benefício Emergencial em casos de calamidade pública).


As MPs devem ter vigência até meados de agosto, caso se confirme o recesso do Congresso Nacional na segunda quinzena de julho. A posterior continuidade das medidas, nos termos propostos, ou com modificações, dependerá da tramitação no Congresso Nacional.



A síntese preliminar abaixo contém os principais pontos das Medidas Provisórias, cujo conteúdo integral pode ser acessado nos links:


http://bit.ly/MedidaProvisoria1108

http://bit.ly/MedidaProvisoria1109




MP 1.108/2022 – TELETRABALHO E AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO


TELETRABALHO

  • A MP exclui do controle de jornada apenas os empregados em regime de teletrabalho que prestam serviço por produção ou tarefa.

  • A MP define que o comparecimento, ainda que de modo habitual, às dependências do empregador para a realização de atividades específicas não descaracteriza o regime de teletrabalho.

  • A MP autoriza explicitamente que pode haver trabalho remoto no caso da prestação de serviço por jornada ou por produção ou tarefa, não sendo aplicável as regras de controle de jornada.

  • O simples uso de equipamento utilizados no teletrabalho, fora da jornada, não constitui tempo à disposição, regime de prontidão ou de sobreaviso, exceto se previsto em acordo individual ou coletivo de trabalho.

  • A MP autoriza a adoção do regime de teletrabalho para os estagiários e aprendizes.

  • A base territorial de aplicação da legislação, convenções coletivas e acordos coletivos é a do estabelecimento de lotação do empregado.

  • Ao trabalhador que optar pela realização do trabalho fora do território nacional aplica-se a legislação brasileira, exceto a Lei 7.064/1982 (trabalhadores transferidos para prestar serviços no exterior), salvo disposição estipulada entre as partes.


AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO


  • A MP limita a abrangência dos programas de alimentação do trabalhador exclusivamente ao pagamento de refeições em restaurantes e estabelecimentos similares e a aquisição de gêneros alimentícios em estabelecimento comercial.

  • As pessoas jurídicas beneficiárias não poderão exigir ou receber (i) deságio ou imposição de desconto sobre o valor contratado; (ii) prazo de repasse ou pagamento que descaracterizem a natureza pré-paga dos valores disponibilizados ao trabalhador; (iii) outras verbas e benefícios diretos ou indiretos de qualquer natureza não vinculados diretamente à promoção de saúde e segurança alimentar do trabalhador.

  • A execução inadequada do programa acarretará em (i) multa variando entre R$ 5 mil e R$ 50 mil; (ii) cancelamento da inscrição da pessoa jurídica beneficiária ou do registro das empresas vinculadas ao PAT; (iii) perda do incentivo fiscal.

  • O prazo para a empresa cancelada dependerá de regulamento a ser divulgado pelo Ministério do Trabalho.

  • A MP não se aplica aos contratos vigentes, até seu encerramento ou até que decorrido o prazo de quatorze meses, o que ocorrer primeiro, vedada a prorrogação dos contratos em desconformidade com a MP.




MP 1.109/2022 – MEDIDAS DE GESTÃO TRABALHISTA E BENEFÍCIO EMERGENCIAL EM CASOS DE CALAMIDADE PÚBLICA



O texto está muito em linha com outras medidas provisórias anteriormente editadas durante o período da pandemia da Covid-19. Ela permite a adoção de medidas como redução de jornada e salário, suspensão de contrato, teletrabalho, antecipação de férias e outros diante da decretação de calamidade.


Uma novidade é a possibilidade da medida ter alcance municipal, estadual ou distrital, conforme estado de calamidade decretado por esses entes e devidamente reconhecido pelo Governo Federal. Caberá ao Ministério do Trabalho estabelecer o prazo pelo qual as medidas poderão ser adotadas, o qual será de até 90 dias, podendo ser prorrogado.



MEDIDAS TRABALHISTA PARA GESTÃO


As medidas trabalhistas disponíveis na nova MP 1109/2022 para adoção pelos empregadores estão em linha com medidas provisórias anteriores (MP 927/2020 e MP 1046/2021, que perderam validade antes de serem votadas) que regulamentavam os temas e relacionam-se a:


  • Teletrabalho

  • Antecipação de férias individuais

  • Concessão de férias coletivas

  • Aproveitamento e antecipação de feriados

  • Banco de Horas

  • Suspensão da exigibilidade dos recolhimentos do FGTS



BENEFÍCIO EMERGENCIAL


O Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda disponível na nova MP 1109/2022 para adoção pelos empregadores estão em linha com medidas provisórias anteriores (MP 936/2020 e MP 1045/2021) que regulamentavam os temas e relacionam-se a:


  • Instituição do Programa pelo Governo Federal

  • Acordos de redução de jornada e salário

  • Suspensão do contrato

  • Pagamento do Benefício Emergencial

  • Estabilidade do empregado alcançado pelo Programa.



108 visualizações0 comentário